quarta-feira, 4 de junho de 2014

O cabelo branco de Maria Betânia




Nunca pintou o  cabelo. Não quis. Diz que corta os próprios fios com tesoura de casa e as suas mãos que não são de ninguém. Diz que a parte de trás é mais difícil, porque não consegue enxergar e fica tudo torto. Mas não tem problema, pois quem foi que disse que fio de cabelo tem que ser reto? Se já é mesmo branco não tem que ser preto, marrom ou vermelho. Se for torto não carece de ser reto. Vai achar seu próprio acerto com o tempo de crescer. Cabelo é coisa de raiz, ainda que branco. Diz que continua a crescer mesmo depois da morte, como unha. Pode ser que brote árvore, pode ser que nasce flor, mas para ficar preto precisa de tinta porque adubo não adianta no camelo branco de Maria Betânia.